25 de jan de 2013

Breve Alegria





Uma garrafa meio vazia,
E cinzas de cigarro.
Os lençóis desarrumados,
As lembranças embaralhadas.

Embriagado por fumaça,
Realidade se dissipa:
Um corpo ao seu lado,
Lembranças vêm à vida.

O vício seca seus lábios,
Um beijo talvez compense,
O corpo está gelado,
O coração para em suspense.

Os olhos já não têm vida,
As mãos não tem calor,
Arrependimento o mataria,
Se houvesse algum amor.

A culpa agora morre,
A consciência é sufocada,
E num beijo se despede,
Da antiga namorada.

Olhe mais uma vez,
Em seus olhos esverdeados,
Seus lábios entreabertos,
Nunca mais serão beijados.

E lembranças o atormentam,
Daqueles toques de amor,
Sonhos psicodélicos
O afastam dessa dor.

Era apenas uma garota,
Que ele mal conhecia,
Ele lhe iludia de amor,
Ela lhe deu breve alegria.

Relacionados